Sobrado construído no inicio do século 19 pelo Capitão João Carneiro Santiago, casado com Ana Carvalho Junqueira, o Casarão que já foi considerada a casa mais bonita da cidade, pertenceu a famílias ricas e políticos renomados do auge do ciclo do café. Inclusive a família do Governador do Estado de Minas Gerais Dr. Silvestre Dias Ferraz Júnior. Conta-se que algumas famílias da época do império costumavam estender tapetes vermelhos até a porta da Matriz para se dirigir as missas e celebrações na igreja. Ainda segundo relato de moradores antigos, o teto que hoje compõe a sala principal da pousada, foi desenhado e entalhado por Antônio Francisco Lisboa mais conhecido como Aleijadinho. O teto foi refeito e preservado na época da transformação em da casa em pousada

Em 1950 foi adquirida por Josefina Noronha Kauage e seus filhos que residiram no local até o ano de 1997. Após esta data a família decidiu que para preservar sua historia e para atender demanda do turismo na região transformariam o Casarão em pousada. A responsável pela adaptação em pousada e preservação do patrimônio é a neta de Josefina Noronha Kauage, Terezinha Marta Pereira Barros e seu marido Daltro Noronha Barros, que com o talento de artistas locais e nacionais criou uma decoração única, rica em cores, estampas e texturas. Quadros, pinturas, esculturas e lindos entalhes em madeira podem ser observadas em todos os cantinhos do Casarão. Cenário aconchegante frequentemente escolhido por casais em Lua de Mel e por fotógrafos para ensaios de noivas, a Pousada Casarão dos Noronha Kauage possui atualmente 12 suítes que podem receber até 27 hospedes.